Menu
A+ A A-

"Professores precisam de mais segurança" Destaque

A agressão física contra uma professora de 51 anos, em Santa Catarina, chama atenção para a falta de segurança sofrida pelos profissionais de educação em todo Brasil. Em relato postado nesta semana e compartilhado mais de 370 mil vezes no Facebook, a professora Marcia Friggi revela como aconteceu a agressão de um aluno de 15 anos contra ela. Ele arremessou um livro na cabeça da professora, antes de golpeá-la: “O último soco me jogou na parede”, descreveu.

Atento ao problema que envolve educadores em todo território nacional, o deputado federal Mário Heringer (PDT/MG) apresentou dois projetos de lei (PLs). "Professores precisam de mais segurança", defende o parlamentar.

O PL 3.036/2015 trata de aumentar a pena em 1/3 nos casos de crimes de homicídio, lesão corporal, injúria e dano cometido contra professor ou profissional de educação. Já o PL 3.035/2015 suspende temporariamente a Bolsa Família de adolescente que cometer ato infracional em estabelecimento escolar e cancela o benefício no caso de a vítima ser professor.

Pesquisa realizada pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) indica que o Brasil lidera ranking de agressões a professores, em um universo de 34 países pesquisados. Enquanto a média mundial de agressões ou intimidações gira em torno de 3% por semana, no Brasil o índice passa de 12% no mesmo período.

Última modificação emQuarta, 23 Agosto 2017 14:44
voltar ao topo